Imperatriz do Mearim

06/01/2014 17:31

E do outro lado de um rio, nasceu uma cidade
Entre igarapés, ingás, piados d' Ararinhas enfim.
Que seduzem poetas, em cantata de felicidade
Inspirados, no desaguarío do Imperador Mearim.

Do outro lado de um rio, contemplava-se aningais
Expostos em portos, que deslizaram com a idade
De um tempo, em que no aroma dos manguezais,
O Cafezal, azeite d' côco em cores, deixa saudade.

Mururus, tapagens, cais mal acabado, tud'assim
Nos leva a recordar um pedaço da vida, por aqui.
Piabas, pacus, aracus, bodós, vivem no Mearim

Imperador das águas, Imperatriz sem cais, é Arari.
Mas, tem Trizidela, Lago da Morte, Nema, e bares.
Tamatá no leite de côco, e, sabores há degustares.

(Poema de José Maria Costa)


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!