EROSÃO MARGINAL DO BAIXO MEARIM

25/02/2013 10:22

 

   
Um problema grave que diagnosticou-se na "boca do rio" Mearim foi o acelerado processo de erosão das suas margens (direita e esquerda). A erosão é o desgaste do solo ocasionado pela água corrente contínua. Por encontrar-se em uma região propícia a ações erosivas, o baixo Mearim, parte do rio próximo a foz, está, continuamente, tendo seus barrancos destruídos. A pororoca, que na "boca do rio" é muito forte, contribui significativamente para o desmoronamento dos barrancos que ladeiam o caudaloso, por enquanto, Mearim. As queimadas irregulares, a criação sem manejo sustentável de búfalos, e o desmatamento da mata ciliar deixam o solo desprotegido, facilitando a erosão marginal do curso inferior do rio Meraim. Em alguns trechos já observa-se voçorocas, um estágio avançado do fenômeno da erosão. A imagem acima é um registro da erosão marginal da "boca do rio". Devido esse intenso processo erosivo, esse trecho do Mearim é bastante raso no período da maré jusante. A largura do rio é muito grande, chega a medir 340 metros em alugns trechos, de uma margem a outra.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!